“Nos anais da história a fama nunca rima com mulher... ”: memória e invisibilidade nos folhetos de cordel

Izabel França de Lima, Vitória Gomes Almeida

Resumo


Discute acerca da autoria feminina nos folhetos de cordel e seus desdobramentos para o campo da memória no âmbito da Ciência da Informação, que já teve o folheto como objeto de estudo através de vários enfoques. Compreende que a exclusão das mulheres da memória social e cultural por meio da historiografia oficial, faz da memória um campo de disputa. Considera que a ideia de ser produzida por uma “cultura popular” com bases na oralidade, acaba por reforçar essa exclusão e invisibilidade, uma vez que na historiografia essa cultura é colocada como subalterna. A partir de uma revisão de literatura sobre o tema, busca colaborar na proposição de novas reflexões sobre o campo da memória e da Ciência da Informação, partindo de estudos críticos sobre o folheto, ao evidenciar e trazer a obra de diversas cordelistas.


Palavras-chave


Informação e Memória; Memória cultural; Autoria feminina; Poética da oralidade – Cordel

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br