A inserção da etnia negra no curso de Biblioteconomia da Universidade Federal de Santa Catarina a partir das ações afirmativas

Vera Lucia Rodrigues Barbosa, Marisa Bräscher Basilio Medeiros, Marli Dias de Souza Pinto, Priscila Machado Borges Sena

Resumo


Aborda-se neste artigo as cotas raciais nas Universidades Brasileiras que ações afirmativas que tem a finalidade de melhorar a relação das desigualdades econômicas, sociais e educacionais a inserção da etnia negra. O objetivo do estudo foi verificar o sistema de cotas para negros e sua contribuição para o aumento do número de estudantes negros no Curso de Graduação de Biblioteconomia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A pesquisa caracteriza-se quanto ao objetivo como exploratória e quanto aos instrumentos de coleta de dados como bibliográfica e documental, com abordagem quanti- qualitativa. Os dados documentais foram coletados por meio do Sistema de Controle Acadêmico de Graduação – CAGR, elaborado pela Superintendência da Governança Eletrônica e Tecnologia da Informação da UFSC (SETIC). Verificou–se o aumento de 7,7% da inserção da etnia negra no curso. Portanto, o resultado da pesquisa realizada proporciona uma inserção de percentual ainda não significativo, o que promove mais estudos quanto a relevância das ações afirmativas nas Universidades Brasileiras, bem como no Curso de Graduação em Biblioteconomia da UFSC.


Palavras-chave


Ações afirmativas. Curso de Biblioteconomia. Identidade Negra.

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br