Bibliotecas Públicas como lócus para a alfabetização midiática e informacional

Alberto Calil Junior

Resumo


Pesquisas recentes apontam que houve um aumento no percentual da população que acessa a internet no país. No entanto, apesar desse crescimento, a exclusão digital ainda se apresenta como um desafio para a sociedade brasileira em dois planos: a) exclusão em relação às possibilidades de acesso às TICs e à internet e b) exclusão relacionada às possibilidades de uso dessas tecnologias. Nesse cenário, defende-se a ideia da biblioteca pública como espaço para a construção das habilidades midiáticas e informacionais nos sujeitos. Propõe-se a adoção de uma perspectiva estrutural, que considera as práticas de informação na contemporaneidade como parte de uma matriz de relações complexas que envolve sujeitos, instituições e artefatos tecnológicos, todos situados em um dado tempo e espaço, ou seja, como práticas sociotécnicas

Palavras-chave


Bibliotecas Públicas. Alfabetização midiática e informacional. Exclusão digital

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br