Relações entre a oralidade e a escrita com a literatura clássica infantil na construção da realidade social

Ana Claudia Perpétuo de Oliveira da Silva

Resumo


Este artigo objetiva refletir sobre possíveis relações entre as sociedades baseadas na oralidade e na escrita com a literatura clássica infantil, mediante alicerce da sociologia do conhecimento, mais especificamente, o construcionismo social. Utiliza como referencial teórico para articular esta reflexão, autores adeptos da corrente fenomenológica da sociologia do conhecimento. Esboça a oralidade e a escrita e as sociedades atreladas a estas realidades, com foco no conhecimento da realidade da vida cotidiana. Elucida a literatura clássica infantil, diferindo-a, nos períodos em que predominaram oralidade e escrita. Traça relações entre a busca do homem pela compreensão e organização das coisas do mundo da vida com esta manifestação cultural que é a literatura clássica infantil, bem como o caráter relacional desta busca. Conclui que é possível a partir destes mecanismos culturais artísticos, reveladores de valores, a busca por conhecimento, interação, ação e inovação.

 


Palavras-chave


Literatura clássica infantil. Construcionismo social. Oralidade. Escrita. Mudanças sociais.

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br