A biblioteca pública Cora Coralina como espaço para o empoderamento da mulher negra em atendimento às ODS 5, 10 e 16

Maria Cristina Palhares, Luana Helena dos Santos

Resumo


Este artigo apresenta uma análise acerca do papel da biblioteca pública Cora Coralina, com temática Feminista, como espaço de construção para identificação e empoderamento da mulher negra, em atendimento às ODS 5, 10 e 16, da Agenda 2030. A metodologia aplicada foi por meio de pesquisa bibliográfica e documental, visando a identificação de outras fontes de informação nos campos da Sociologia, Psicologia, História, Biblioteconomia, entre outras, e uma pesquisa de campo sob a abordagem qualitativa. A observação e aplicação de questionário foram os instrumentos empregados com o propósito da coleta de dados. Participaram da pesquisa, que durou 1 mês e 18 dias, 20 mulheres de 16 a 46 anos, que frequentam a biblioteca pública, localizada na zona leste de São Paulo. Foram observadas situações que envolveram a interação do leitor com o espaço da biblioteca e atividades disponíveis no local. Os resultados apontam que a biblioteca em questão é um espaço de significância para as mulheres negras que a utilizam, onde a disponibilização de ferramentas para o empoderamento acontece por intermédio do acervo temático em feminismo, acervo geral e atividades cedidas ao público feminino.


Palavras-chave


Biblioteconomia social; Biblioteca Pública Cora Coralina; Empoderamento feminino

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br