Desenvolvimento de vocabulários controlados para obras culturais: a Pinacoteca de São Paulo e o Getty Research Institute

Isabel Cristina Ayres da Silva Maringelli, José Fernando Modesto Modesto da Silva

Resumo


Este artigo relata o projeto para elaboração de verbetes de nomes de artistas brasileiros, realizado pela Pinacoteca do Estado de São Paulo, desenvolvido para inclusão de nomes de artistas no vocabulário Union List of Artists Names (ULAN). O objetivo de tal projeto, desenvolvido a partir de uma parceria estabelecida em 2014, foi possibilitar a inserção de nomes brasileiros em um vocabulário multilíngue especializado em artes plásticas e visuais. São apresentados os vocabulários do Getty, com destaque para a caracterização do ULAN. A metodologia para a pesquisa de nomes consistiu no levantamento de informações biográficas em fontes bibliográficas e em fontes primárias existentes no acervo de dossiês da Biblioteca Walter Wey e em outras bibliotecas da cidade de São Paulo. Parte do processo envolveu o estudo dos procedimentos desenvolvidos pelo Getty para construção de seus vocabulários, fundamentada por Harpring. Como resultado obteve-se a utilização de parâmetros embasados na língua portuguesa para normalização de nomes de artistas brasileiros em um contexto internacional e a realização de uma parceria com uma instituição brasileira de artes.


Palavras-chave


Controlled vocabularies; Brazilian artists; Personal names; Visual artists

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br