Representação da informação musical: análise dos aplicativos derivados a partir do Spotify

Daniel de Souza, Camila Monteiro de Barros

Resumo


Esta pesquisa tem como objetivo principal verificar os aplicativos derivados do Spotify e quais funcionalidades possuem. Apresenta uma breve conceituação a respeito do campo e streaming musical, conforme a literatura. De acordo com os procedimentos metodológicos, a pesquisa é exploratória com análise qualitativa de dados. Os dados foram levantados do próprio site do Spotify, um serviço on-line de streaming de música, resultando em 41 aplicativos derivados da sua base de dados. Em um quadro, os aplicativos foram categorizados indutivamente com base nas suas características. A análise apontou cinco categorias de aplicativos: Descoberta de músicas, Otimização/Criação de playlists, Edição de música, Informações musicais e Tocador de música. Os resultados demonstraram que a quantidade de aplicativos gerados são, em sua maioria, otimizadores/criadores de playlist ou aplicativos que provêm informação relacionada à música.


Palavras-chave


Representação da informação; Informação musical; Aplicativos musicais; Spotify.

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br