Bibliotecas e pessoas: interligações positivas na Universidade de Lisboa

Luiza Baptista Melo, Tatiana Sanches, Gaspar Matos, Patrícia Torres

Resumo


O atendimento nas bibliotecas tem vindo a transformar-se ao ritmo da tecnologia, supondo-se que a mediação entre informação e utilizadores de bibliotecas poderá estar a perder o seu lugar. No entanto, nas bibliotecas de ensino superior, as mudanças decorrentes da implementação de tecnologias de uma forma ubíqua não retirou a importância do contacto direto dos utentes com os profissionais. O presente estudo analisa de que forma as interações dos profissionais têm impacto nos utilizadores. O estudo insere-se numa análise mais abrangente e consiste numa avaliação transversal levada a cabo em três instituições de ensino superior, em Portugal, relativa ao atendimento das suas bibliotecas. Para tal foi realizado um inquérito aplicado a uma amostra de utilizadores, alinhado com indicadores das normas ISO 16439, que permitem aferir, entre outros parâmetros, a qualidade do atendimento em bibliotecas, possibilitando medir os fatores que influenciam e afetam os comportamentos dos utilizadores. O estudo conclui que as interligações desenvolvidas no atendimento presencial se revelaram positivas e com impactos significativos nos utilizadores.


Palavras-chave


Bibliotecas Universitárias; Atendimento em bibliotecas; Avaliação de bibliotecas; Comportamento dos utilizadores; ISO 16439:2014(E)

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br