Nas estantes das bibliotecas, gêneros e silêncios

Adonai Takeshi Ishimoto, Dantielli Assumpção Garcia, Lucília Maria Abrahão Sousa

Resumo


Partindo da perspectiva teórica da Análise de Discurso (PÊCHEUX, [1975] 1995), analisaremos como a ausência/presença de livros LGBT em duas bibliotecas particulares abertas ao público da cidade de Ribeirão Preto, interior do estado de São Paulo, faz presente um discurso médico-religioso que impõe a matriz heterossexual como normal, aceitável aos sujeitos, impedindo que outros dizeres sobre os sujeitos LGBT estejam nos livros ali representados.


Palavras-chave


Bibliotecas; LGBT; Análise de Discurso; Gênero.

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br