Políticas públicas para formação e desenvolvimento de coleções, comunidade LGBTQIA+ e representatividade: um estudo do acervo da Biblioteca Pública do Estado de Pernambuco

Arthur Henrique Feijó de Almeida

Resumo


As bibliotecas públicas têm evoluído bastante nos serviços oferecidos à sua comunidade de usuários, contudo o empréstimo e consulta de obras literárias e a continuam como o mais popular entre eles. Para isso, é necessário que haja um acervo diverso que seja capaz de atingir todos os públicos em suas particularidades e para isso existem algumas políticas públicas que dão subsídios para a formação e desenvolvimento das coleções das bibliotecas públicas. Entretanto, ainda hoje é possível perceber que narrativas referentes à comunidade LGBTQIA+ não têm chegado às estantes das bibliotecas, ainda que esta seja uma frequentadora assídua desses espaços. O objetivo do presente estudo é averiguar se a comunidade LTGBTQIA+ tem ou não encontrado representatividade nos títulos que formam os acervos das bibliotecas públicas. Para isso, realizou-se uma análise dos livros de literatura comprados pela Biblioteca Pública do Estado de Pernambuco entre 2010 e 2021 e constatou-se que os títulos que tangiam a comunidade LGBTQIA+ correspondem apenas a 1% dos livros adquiridos pela instituição em pouco mais de uma década. É necessário que haja uma maior inclusão de títulos que gerem identificação por parte dessa comunidade, não apenas para captar usuários e formar leitores, mas também para promover debates capazes de minimizar a marginalização desses sujeitos. 


Palavras-chave


Formação e Desenvolvimento de Coleções. Bibliotecas públicas. Comunidade LGBTQIA+.

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br