Bibliotecas como organizações para a inovação social

Everton da Silva Camillo, Elaine da Silva, Luana Maia Woida

Resumo


A pesquisa teve como objetivo constatar tipos possíveis de inovação oriundos das bibliotecas e que sejam alinháveis à proposta de redução de impactos negativos na sociedade. Elucidou-se o conceito de inovação social transformadora. Verificou-se como metas em políticas públicas do livro e leitura abordam o termo biblioteca. Construiu-se uma representação do encontro da cultura de inovação em bibliotecas com as demandas sociais para gerar inovações sociais. Aplicou-se o método de pesquisa Análise de Conteúdo. O resultado e discussões da pesquisa possibilitaram refletir que bibliotecas podem desenvolver inovações sociais focadas em produtos e serviços que contribuam para a redução de impactos sociais negativos localmente, favorecendo os desenvolvimentos socioeconômico, humano e sustentável. Baseado nisso, pode-se inferir que a hipótese apresentada no início deste estudo foi validada. Conclui que as bibliotecas podem se envolver com a proposição de soluções para os problemas das comunidades por meio de medidas que impactem positivamente nessas e busquem o bem-estar de todos que habitam nelas.


Palavras-chave


Inovação Social; Cultura de Inovação; Biblioteca; Sustentabilidade; Desenvolvimento Humano;

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br