A descrição de marginália em obras especiais e raras

Luziana Jordão Lessa Trézze, Elisa Campos Machado

Resumo


Apresenta os resultados de pesquisa acerca da forma como as bibliotecas brasileiras registram marginalias, ou anotações manuscritas, contidas em obras especiais e raras, em seus catálogos de acesso público online (OPACs). Trata-se de pesquisa aplicada, com abordagem qualitativa e objetivos exploratórios. Discute a importância da análise bibliológica nesse contexto e revela que não existe um padrão para tal registro nos 14 OPACs investigados. De modo geral, as bibliotecas não descrevem os atributos desse tipo de anotação, a exemplo da identificação do anotador, do tipo de anotação, da localização na publicação, do tipo de marca, quantidade, entre outros detalhes que colaborariam para qualificar a informação num registro bibliográfico.


Palavras-chave


Marginalia. Representação descritiva. Catalogação. Obras raras. Anotações manuscritas

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br