Um dispositivo digital de mediação cultural: o caso do repositório filatélico brasileiro

Diego Salcedo, Jhoicykelly Roberta Pessoa e Silva

Resumo


Parte do pressuposto que repositórios podem atuar como dispositivos de mediação cultural. Apresenta o Repositório Filatélico Brasileiro, ambiente digital desenvolvido pelo Grupo de Pesquisa Imago e Humanidades Digitais da Universidade Federal de Pernambuco. Questiona como esse repositório pode ser utilizado como um dispositivo de mediação cultural atuante no regime informacional do selo postal. Estabelece como procedimento metodológico a revisão bibliográfica em literatura especializada em áreas como Ciência da Informação, Mediação Cultural, Colecionismo e Filatelia. Identifica e analisa a documentação filatélica do repositório, entre os anos de 1900 e 2017. Seleciona uma amostra de selos postais comemorativos do tema Pernambuco. Realiza uma oficina de etiquetagem livre com essa amostra junto a 36 estudantes do Curso de Biblioteconomia daquela universidade. Concluiu que o selo postal e o repositório servem como interfaces de processo criativos de ensino-aprendizagem. Permitiu perceber uma salutar troca de experiência criativa nas ações de etiquetagem dos documentos da amostra. Considerou necessário criar futuras oportunidades para que a relação entre interagentes e repositórios possam designar processos positivos de mediação cultural.

Palavras-chave


Dispositivo; Mediação Cultural; Repositório; Filatelia; Selo Postal

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br