Fundamentos da Biblioteconomia moderna em Gabriel Naudé: notas transversais pela lente episteme da bibliografia e da bibliofilia

Andre Vieira de Freitas Araujo, Diná Marques Pereira Araújo

Resumo


Reflexão preliminar acerca dos fundamentos da Biblioteconomia Moderna em Gabriel Naudé (1600-1653) sob a perspectiva da Bibliografia e Bibliofilia. A partir de abordagem histórico-bibliográfica, apresenta a paisagem histórico-cultural de Naudé e os contextos de concepção de Advis pour dresser une bibliothèque (1627). Discute a dimensão bibliográfica de Advis perante a seleção e ordem libraria. Sob a perspectiva da Bibliografia, identifica que: 1) Naudé define os critérios e as motivações culturais para se formar uma biblioteca pautada em um cânon bibliográfico em consonância com a paisagem cultural de sua época (BALSAMO, 1998); 2) Naudé faz recomendações de ordem libraria que se expressam por meio da classificação que propõe em disciplinas: Teologia, Medicina, Direito, História, Filosofia, Matemática e Humanidades e suas subdivisões; 3) Advis não é um guia biblioteconômico e nem mesmo tem seus eixos teóricos vinculados aos aspectos biblioteconômicos e organizacionais, mas seu foco está na atenção e na preocupação em relação à constituição de coleção de livros por meio de estratégias bibliográficas voltadas à coleta, seleção e aquisição libraria (SERRAI; SABBA, 2005). Para além de sua dimensão bibliográfica, Advis caracteriza-se, essencialmente, enquanto um tratado da Bibliofilia para a Bibliofilia no qual são detalhadas as recomendações para a formação de uma biblioteca para o bibliófilo (MALCLÈS, 1956;  ROZZO, 1995). Neste horizonte, Advis é um construto da Bibliografia e Bibliofilia. Os impactos do pensamento de Naudé e de seu Advis - pela lente da Bibliografia e da Bibliofilia - podem ser evidenciados pela organização e pelo planejamento de coleções librariae patrimoniais e, sobretudo, pela ideologia a favor de uma conduta singular das práticas de formação de bibliotecas naquele momento histórico - o que requer uma leitura temporal do tratado naudeano sem o canonizarmos. Essas são, de fato, as grandes contribuições de Naudé e de seu Advis para a Biblioteconomia Moderna, na medida em que perpassam não apenas por aspectos formativos de uma biblioteca, mas também pelos elementos culturais e epistêmicos que sustentam a construção da instituição biblioteca e, consequentemente, do campo biblioteconômico.


Palavras-chave


Advis pour dresser une bibliothèque (1627); Bibliofilia; Bibliografia; Biblioteconomia Moderna - Fundamentos; Gabriel Naudé (1600-1653)

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br