O acesso a informação a comunidade quilombola de São José: a metodologia partcipativa do Instituto de Politicas Relacionais

Dayane Cristina Souza Guimarães

Resumo


Relata a experiência do mapeamento sociocultural do Projeto Tô na Rede no estado do Pará, potencializando a metodologia participativa desenvolvida pelo Instituto de Politicas relacionais, apontando a experiência vivenciada pelo grupo de funcionários e servidores da biblioteca Pública Arthur Vianna na comunidade quilombola de São José, o que possibilitou o acesso ao livro e a leitura, que posteriormente resultou em que trinta quilombolas ingressassem na Universidade Federal do Pará.Estando essa pesquisa ligada ao objetivo principalde abordar a importância da mediação da informação em bibliotecas tendo como ferramenta o mapeamento sociocultural dentro do Projeto Tô na Rede,onde para se alcançar esse objetivo principal foi estabelecido outros três objetivos específicos:a)Identificar a mediação da informação do mapeamento sociocultural nos aspectos das atividades desenvolvidas pelo profissional da informação.b) Descrever as etapas do processo do mapeamento sociocultural.c) Apontar o resultado das mediações das informações diagnosticadas na comunidade quilombola de São José.


Palavras-chave


Acesso. Informação.Projeto Tô na Rede.

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br