Reforma trabalhista: o risco da precarização da situação laboral do bibliotecário

Marielle Barros de Moraes, Andreia Sousa da Silva, Raphael da Silva Cavalcante

Resumo


A presente pesquisa discute como a Lei n. 13.467, promulgada em julho de 2017, a chamada Reforma Trabalhista, poderá impactar o exercício profissional do bibliotecário, que, como todo trabalhador brasileiro sob o regime da Consolidação das Leis Trabalhistas, também será afetado. De cunho exploratório, a pesquisa analisa algumas das principais mudanças trazidas pela nova lei, perfazendo um quadro comparativo entre a antiga e a nova legislação. Em paralelo, também é analisado o panorama empregatício do bibliotecário em contraposição às novas disposições legais. Os resultados revelam que a nova legislação suscita preocupação da classe bibliotecária à medida que fragiliza as relações trabalhistas em contraposição à realidade anterior, mais favorável ao empregado. 


Palavras-chave


Legislação trabalhista; Emprego; Bibliotecário.

Texto completo:

PDF




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

____________________________________________ 

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo.  ISSN: 1980-6949
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados a Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. Contato: rbbd@febab.org.br